Lançamento do livro “Memórias do Tatuapé”

Obra foi lançada no dia 18 de dezembro e comemora os 350 anos do bairro

O livro que deveria ser apenas um compêndio das dez edições históricas sobre o bairro, elaboradas pelo jornalista Gerson Soares, terá dois volumes. O primeiro começa no século XV e termina no século XVII e o segundo volume levará o leitor por uma viagem entres os séculos XVIII e XXI.

Por Verônica Franc


Desde as primeiras horas da tarde do dia 18 de dezembro, vários amigos e convidados estiveram prestigiando e abrilhantando com suas presenças o evento que marcou o lançamento da 1ª edição do livro “Memórias do Tatuapé – Uma viagem às origens nos séculos XV a XVII”. Entre os primeiros a chegar, por volta das 16h, esteve presente o professor de Jiu Jitsu, Fabrício Fiore Claro e sua esposa Alessandra Hatzlhoffer Claro.

Logo em seguida chegou Rafael Freire, representando a Casa do Tatuapé é a divisão dos Museus da Cidade da Prefeitura de São Paulo. A presença sempre importante de João Perez Filho, membro do Rotary Tatuapé e figura de destaque da comunidade também deve ser lembrada. Mario Valongo chegou logo em seguida e outras tantas pessoas foram chegando para a tarde de autógrafos.

“O primeiro apoio que recebi foi da família Rossetti, moradores do bairro, que faço questão de agradecer neste momento. A todos o meu carinho”, reconheceu o autor. Ele recebeu diversos amigos e convidados durante as seis horas que esteve autografando dezenas de livros. “Também é preciso registrar a presença dos companheiros da academia Xtreme Brazilian Jiu Jitsu do Tatuapé que entusiasmaram sobremaneira a realização do evento com sua alegria de sempre. Ficamos muito honrados com a vinda da coordenadora pedagógica, professores e pessoas de áreas estratégicas da Escola Senai Theobaldo de Nigris”, cita o jornalista.

Segundo Gerson Soares, em dezembro de 2013, o então diretor da Escola Senai Theobaldo De Nigris, Manoel Manteigas de Oliveira – também diretor da Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica –, fez a apresentação da 10ª Edição Histórica da revista Alô Tatuapé. “Naquela edição aproveitamos para homenagear os artistas gráficos, a evolução dos processos de fotolitografia e o Manteigas é autoridade no assunto. A edição especial também homenageou os fotógrafos desconhecidos que retrataram a cidade de São Paulo e tantos bairros como o Tatuapé. A escola Senai Theobaldo, como é conhecida, fica na Rua Bresser e é referência no Brasil em artes gráficas.”

O autor esclarece o motivo da justa homenagem, traduzida nas páginas da revista histórica. “A junção dos primitivos processos fotográficos, de fotolitografia e impressão nos proporcionaram a obtenção das informações e registros dos primeiros anos do século XX, ilustradas pelas fotografias em preto e branco e mais à frente outras coloridas, obtidas através de muito trabalhoso e técnica apurada. Por esses motivos, como editor da 10ª Edição Histórica da revista Alô Tatuapé – que havia duas décadas já mostrava o passado através dessas imagens e registros historicos – resolvi homenagear esses esplêndidos profissionais que na maioria das vezes, assim como os fotógrafos, permanecem no anonimato”.


Serviço:

Livro: Memórias do Tatuapé – Uma viagem às origens nos séculos XV a XVII
Autor: Gerson Soares
ISBN: 978-85-906649-0-1
192 páginas
Preço: R$ 24,95